Sistema Pavplan - Joaquim Caracas, da Impacto Protensão, apresenta sistema modular que eleva a produtividade

O empresário e engenheiro Joaquim Caracas, presidente da Impacto Protensão, apresentou método construtivo com uso de sistema modular apropriado para as obras que fazem uso de concreto, desenvolvido e aperfeiçoado pela empresa. Com esse sistema, há redução da mão de obra empregada, aumento da velocidade de execução da obra, diminuição de custos. A palestra realizada na sede da Construtora Massai contou com a participação de cerca de 70 engenheiros, arquitetos e construtores, interessados em conhecer o sistema que agilizada a construção de lajes planas protendidas, usando formas plásticas padronizadas e outros materiais que complementam o sistema.

Segundo Caracas, para aumentar a produção na construção é preciso ter um padrão. “Se diz que a mão de obra no Brasil não é produtiva, mas, isso não é verdade. É porque não se tem processos. No momento em que se cria um processo, como aconteceu na indústria automobilística com a linha de montagem, o carro que era feito em 12 horas, por US$ 850,00, caiu para 93 minutos e o custo para US$ 280,00”, argumentou, realçando a tendência de industrialização da construção civil, e enfatizando o Pavplan, é um sistema modularizado com o padrão das peças desenvolvidas pela empresa uma tecnologia nordestina que, agora, já alcança o mercado internacional.

Na palestra, ele explicou o passo a passo da solução construtiva para a montagem de estruturas em concreto armado e protendido, em lajes planas e com nervura. Também mostrou a redução da mão de obra e a agilidade da obra. E, quando o sistema Pavplan é usado em todas as suas etapas, permite economizar no volume de concreto e no aço.

Sistema mais ecológico e com menor custo

O encontro foi organizado pelo engenheiro calculista Carlos Rolim, que visitou obras realizadas em Fortaleza com o sistema da Impacto Protensão. Ele destacou como vantagens a retirada da madeira e do prego, com o uso das formas plásticas, a redução dos custos, o reaproveitamento das formas, melhor acabamento e rapidez na execução da estrutura de concreto.

Carlos Rolim

Carlos Rolim

Carlos Rolim explicou que a laje plana protendida se apoia diretamente nos pilares, com redução significativa de vigas. “Quanto mais baixo o prédio, mais fácil conseguir isso. Em edifícios muito altos, que se precisa contraventar a estrutura, fica mais difícil a retirada das vigas, mas, mesmo assim, se consegue usar o plástico, nas formas para laje e para viga”, esclareceu.

 

Texto e fotos por Naná Garcez.

POSTADO EM 13 DE FEV DE 2017 POR EDIFICAR.

https://revistaedificar.com.br/noticias/sistema-pavplan/