Dr. Bijan O. Aalami vem ao Brasil

O Dr. Bijan O. Aalami, fundador da ADAPT Corporation, professor de Engenharia Estrutural da Universidade Estadual de São Francisco (EUA) e considerado a maior referência do mundo no conhecimento da protensão, veio ao Brasil para ministrar um curso sobre concreto protendido em Recife, mas antes, visitou, em Fortaleza, a Impacto, empresa de Joaquim Caracas. O Dr. Bijan foi o grande facilitador durante a viagem de Joaquim Caracas, em 1997, para os EUA, onde deu toda a assistência técnica necessária para que o empresário cearense iniciasse suas atividades no meio da protensão.

Dr. Bijan O. Aalami ao lado do Eng. Joaquim Caracas.

Dr. Bijan O. Aalami ao lado do Eng. Joaquim Caracas.

O curso com duração de quatro dias, de 20 a 23 de setembro, no auditório do Mar Hotel em Recife. Além das aulas do Dr. Bijan O. Aalami, o evento também contou com palestras de diversos profissionais renomados da área, como: Eng. Hélder Martins, Eng. Carine Magalhães, Eng. Joaquim Caracas, Eng. Sérgio Osório e o Eng. Carlos Magalhães.

Parte do time Impacto entregando homenagem ao Dr. Bijan O. Aalami.

Parte do time Impacto entregando homenagem ao Dr. Bijan O. Aalami.

“Foi um evento bastente proveitoso. Todas as palestras foram muito interessantes. Aprendi novos aspectos e aplicações que não imaginava que podiam existir sobre a protensão”. Ressalta Lucas Buffat, engenheiro em formação que participou do evento. ­ "A protensão praticada nos Estados Unidos é diferente da protensão aplicada no Brasil pelo fato da alvenaria daqui ser mais pesada necessitando de uma armadura complementar".

“Os palestrantes de renome nacional fizeram deste evento, juntamente com o Dr. Bijan Aalami, um verdadeiro sucesso". Segundo Lucas o Dr. Bijan referenciou a Impacto como a empresa do futuro para a protensão, pois criou um sistema capaz de aplicar a ideia da protensão americana de maneira modular e adaptada para o Brasil. "Todos que assistiram o Eng. Helder Martins e Eng. Joaquim Caracas puderam compreender melhor como o Sistema Pavplus funciona e perceber sua prática como o futuro da protensão”.  

 

homenageados_recife.jpg